xmlns:fb="http://www.facebook.com/2008/fbml" xmlns:og="http://opengraphprotocol.org/schema/"> BLOG DO CRATO | O Crato na Internet desde 2005
.

VÍDEO - Em breve, novos programas da TV Chapada do Araripe. Para ver edições anteriores, acesse o link: www.tvchapadadoararipe.com



Comunidade Cratense - Clique em Curtir e Adicione a sua Foto !

22 agosto 2014

VOCÊ ACREDITOU !! - Dilma diz que vai acabar com miséria no início de 2014



A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (18) que seu governo pretende por fim à pobreza extrema ainda no início de 2014, ano de eleições. Em discurso de cima de um palanque em Teresina, ao lado do governador Wilson Martins (PSB), a presidente disse que "é óbvio que não vai ser no dia 31 de dezembro de 2014 [fim do mandato]", mas antes, segundo afirmou.

"Nós vamos acabar com a pobreza extrema, na maioria dos estados do Brasil, ainda no ano de 2013. E vamos completar esse processo de tirar da pobreza no início de 2014. É possível e vai ser feito", disse a presidente, sob aplausos.

Após autorizar construção de adutoras e barragens em São Julião, Dilma vai para o corpo a corpo com populares, na primeira visita presidencial ao Piauí (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR) Após autorizar construção de adutoras e barragens em São Julião, Dilma vai para o corpo a corpo com populares, na primeira visita presidencial ao Piauí (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Segundo balanço divulgado em novembro pelo Ministério do Desenvolvimento Social, o governo estimava em 9,8 milhões o número de pessoas em situação de extrema pobreza, cuja renda é menor que R$ 70 por mês. Em dezembro, com a ampliação do programa Brasil Carinhoso, o número de miseráveis caiu para cerca de 2,5 milhões, segundo a assessoria da pasta. Mas ainda faltava identificar e cadastrar cerca de 700 mil famílias, com média de 4 pessoas cada. Com isso, o governo estima que o número de extremamente pobres esteja hoje em cerca de 5,3 milhões de pessoas. 

No início do governo Dilma, eram 19 milhões. Só no Piauí, que Dilma visitou pela primeira vez como presidente nesta sexta, 700 mil pessoas deixaram essa condição no ano passado, disse a presidente. Ela ressaltou a ideia de que "o país só vai crescer se as pessoas crescerem junto com ele", após se referir ao slogan do governo federal ("País rico é país sem pobreza").

Para isso, a presidente chamou a atenção dos prefeitos recém-eleitos para a importância da educação, da construção de creches e da abertura de vagas em escolas técnicas. O evento foi dedicado à entrega de 400 apartamentos financiados com o programa Minha Casa, Minha Vida, além da compra de retroescavadeiras para 25 municípios da região. As duas ações somam investimentos de R$ 20,4 milhões.

Matéria de 18/01/2013  - G1
Só merece mesmo uma bela gargalhada!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Sesc Crato realiza "Ao Gosto Popular‏"




O AO GOSTO POPULAR realizado pela unidade SESC CRATO está acontecendo desde segunda! Ainda temos programação até sexta! Confere! 

DIA 21 - QUINTA / 17h / Estacionamento do Sesc Crato
Reisado de Caretas de Potengi    
Reisado Decolores Dedé de Luna.
Coco do Sítio Quebra
Ermano Morais. 

DIA 22 - SEXTA / 17h / Estacionamento do Sesc Crato
Maneiro Pau infantil de Mestre Cirilo
Reisado Infantil de Mestre Aldenir
Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto 
João Do Crato canta Luiz Gonzaga.

Entrada Franca
Fonte: SESC


21 agosto 2014

Como lidar com a sombra - Por: Emerson Monteiro

Há dentro das pessoas humanas setor em elaboração, matéria prima do Si mesmo, algo que revelará progresso rumo aos níveis superiores da autopercepção. Essa tal região da alma denominam sombra, no espaço das terminologias da ciência psicológica. Território inexplorado, entretanto posse de todo indivíduo, oferece meios de libertação das malhas do egoísmo, no entanto a exigir na ação gana de herói, transcendência das malhas dos vícios na demanda do Santo Graal das lendas arturianas.

Como lidar com a sombra em um relacionamento ideal indica potencialidades até então escondidas sob os escombros da natureza, habilidade que reclama conhecimentos de ordem moral e ética para cruzar o pântano da involução neste mundo cheio dos desafios necessários e criar condições na personalidade em crescimento.

Isso determina esforço continuado de aceitar ser ainda limitado, portanto admitir que não se é puro no âmbito espiritual, e se está a necessitar do exercício da renúncia aos prazeres da carne.

Daí, virá conter as emoções negativas sujeitas a invadir o cotidiano e impor restrições da fraqueza animal, instintos e impulsos perversos apenas reveladores do que há de se vencer. Nem por isso padecer sob a culpa e a vergonha de transportar essa carga em decomposição nos sentimentos e atos negativos.

Depois, dominar as projeções da gente na imagem que se faz dos outros ao considerá-los aquilo que surge por causa das limitações particulares. Trabalhar a honestidade e outros valores bons da amizade nos relacionamentos e na comunicação com os demais. Adotar a imaginação criativa de sonhos, desenhos, pinturas, escritas e rituais para revelar o Eu que antes ficara reprimido tanto tempo na história dos que vivem.

Conquanto pese milhões domar a sombra dentro de cada ser, isto produzirá maiores e melhores possibilidades no beneficiamento da nuvem escura da sombra coletiva que, às vezes, parece querer negar esperança a todos nós.

(Foto: Jackson Bola Bantim).

As eleições e a mídia - Por Marcos Coimbra*


Na próxima terça 19, com o inicio da propaganda eleitoral na televisão e no rádio, entraremos na etapa final da mais longa eleição de nossa história. Começou em 2011 e nossa vida política gira em torno dela desde então.

A batalha da sucessão de Dilma Roussef foi iniciada quando cessou o curto período de lua de mel com as oposições, no primeiro ano de governo. Talvez em razão do vexame protagonizado por José Serra na campanha, o antipetismo andava em baixa.

Durou pouco. Na entrada de 2012, o clima político deteriorou-se. As oposições perceberam que, se não fizessem nada, marchariam para nova derrota na eleição deste ano. Ao analisar as pesquisas de avaliação do governo e notar que Dilma batia recordes de popularidade a cada mês, notaram ser elevadas as possibilidades do PT chegar aos 16 anos no poder. E particularmente odiosa. Serem derrotados outra vez por dilma doía mais do que perder para Lula.

Ela era "apenas" uma gestora petista, sem a aura mitológica do ex-presidente. Sua primeira eleição podia ser creditada, quase integralmente, à força do mito. Mas a segunda, se viesse, seria a vitória de uma candidatura "normal". Quantas outras poderiam se seguir?

A perspectiva era inaceitável para os adversários do PT. Na sociedade, no sistema político e no empresariado, seus expoentes arregaçaram as mangas para evitá-la. A ponta de lança da reação foi a mídia hegemônica, em especial a Rede Globo.

Recordar é viver. Muitos se esqueceram, outros nem souberam, mas a realidade é que a "grande imprensa" formulou com clareza um projeto de intervenção na vida política nacional.

Não é teoria conspiratória. Quem disse que os "meios de comunicação estão fazendo de fato a  posição oposicionista deste País, já que a oposição está profundamente fragilizada", foi a Associação Nacional de Jornais, por meio de sua presidenta, uma das principais executivas do Grupo Folha. Enunciada em 2010, a frase nunca foi tão verdadeira quanto de 2012 para cá.

Como resultado da operação da vanguarda midiática oposicionista, estamos há três anos imersos na eleição de 2014. A derrota de Dilma é buscada de todas as formas. O "mensalão"? Joaquim Barbosa? A "festa cívica" do "povo nas ruas"? O "vexame" da Copa do Mundo? A "compra da refinaria"? O "fim do Plano Real"? A "volta da inflação"? O "apagão" na energia? A "crise na economia"? A "desindustrialização"? O "desemprego"?

Nada disso nunca teve verdadeira importância. Tudo foi e continua a ser parte do esforço para diminuir a chance de reeleição da presidenta.

Ou alguém acha que os analistas e comentaristas dessa mídia acreditam, de fato, na cantilena que apregoam quando se vestem de verde-amarelo e se dizem preocupados com a moral pública, os empregos dos trabalhadores ou a renda dos pobres? Ou queiram fazer "bom jornalismo"?

Temos agora uma ferramenta para elucidar o papel da mídia na eleição. Por iniciativa do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, está no ar o manchetômetro (http:www.manchetometro.com.br), um site que acompanha a cobertura diária da eleição na "grande imprensa": os jornais Folha de S. Paulo, O Globo, O Estado de São Paulo, além do Jornal Nacional da Globo (como se percebe, os organizadores do projeto julgaram desnecessário analisar o "jornalismo" do Grupo Abril).

Lá, vê-se que os três principais candidatos a presidente foram objeto, nesses veículos. de 275 reportagens de capa desde o inicio de 2014. Aécio Neves, de 38, com 19 favoráveis e 19 desfavoráveis. Tamanha neutralidade equidistante cessa com Dilma: ela foi tratada em 210 textos de capa. Do total, quinze são favoráveis e 195 desfavoráveis. Em outras palavras: 93% de  abordagens negativas.

É assim que a população  brasileira tem sido servida de informações desde quando começou o ano eleitoral. É isso que a mídia faz para exercer o papel autoassumido de ser a "oposição de fato".

O pior é que a influência dessas empresas ultrapassa o noticiário. Elas contratam as pesquisas eleitorais que desejam e as divulgam quando e como querem. E organizam os  debates entre os candidatos.

Está mais que na hora de discutir a interferência dessa mídia no processo eleitoral e, por extensão, na democracia brasileira.

NOTA
* Marcos Coimbra é colunista da Revista "Carta Capital" e autorizou por e-mail, a meu pedido, a publicação desse artigo no "Blog do Crato"
Carlos Eduardo Esmeraldo
 

Hamas ataca Israel, que reage e cessa negociações no Egito



Os militares de Israel informaram nesta terça-feira que realizaram novos ataques aéreos na Faixa de Gaza, horas antes do fim de um cessar-fogo imposto na região. Os israelenses alegam que a operação foi uma reação a disparos de foguetes vindos do território palestino em direção a Israel.

Os militares afirmam que atingiram "alvos terroristas" depois que três foguetes foram disparados na direção das cidades de Beersheba e Netivot. Os dois lados tinham fechado um cessar-fogo de cinco dias e concordado em estender este cessar-fogo por mais 24 horas, enquanto delegações de Israel e dos palestinos tentavam negociar um acordo para acabar com semanas de confronto. Desde o dia 8 de julho, o início dos confrontos, mais de 2.080 pessoas morreram, a maior parte, palestinos.

"Este ataque com foguetes foi uma violação grave e direta do cessar-fogo", disse o porta-voz do primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu, Mark Regev. Nenhuma facção palestina em Gaza se manifestou ou assumiu a autoria dos disparos de foguetes. A região é dominada pelo grupo militante palestino Hamas. No entanto, pouco antes dos ataques, Fawzi Barhoum, porta-voz do Hamas, afirmou que "se Netanyahu não entende... a linguagem da política no Cairo (Egito, onde israelenses e palestinos estão negociando), nós sabemos como fazer ele entender".
Uma autoridade israelense disse à BBC que a delegação de Israel foi instruída a abandonar as negociações e voltar para Israel depois do ataque.

'Sem avanços'

Um membro importante do Fatah, que é o movimento do presidente da Autoridade Palestina, Mahmou Abbas, afirmou mais cedo que "não houve avanços' nas negociações e que o "círculo de violência" deve continuar. Negociadores palestinos afirmaram que Israel está tentando obter garantias de que o Hamas e outras facções na Faixa de Gaza serão desarmados. Mas, os palestinos estão exigindo um fim aos bloqueios que israelenses e egípcios mantêm na Faixa de Gaza, sem nenhuma condição imposta pelos israelenses. O Hamas já afirmou que não vai abrir mão de suas armas. No entanto, Israel afirma que precisa manter algum controle nos pontos de passagem na Faixa de Gaza, justamente para evitar o tráfico de armas. O Exército de Israel lançou a operação contra militantes do Hamas na Faixa de Gaza no dia 8 de julho. Israel alega que a incursão na Faixa de Gaza tem um objetivo: desarmar os militantes palestinos e destruir os túneis construídos pelo Hamas e outros grupos a fim de se infiltrar em Israel para realizar ataques.

As autoridades de Israel também querem o fim do lançamento de foguetes do Hamas contra território israelense. A maioria dos foguetes não tem nenhum impacto, já que o país conta com um sistema antimísseis avançado, o Domo de Ferro. Israel diz ter o direito de defender-se e acusa o Hamas de usar escudos humanos e realizar ataques a partir de áreas civis em Gaza. O grupo palestino nega. 

BBC and Reuters


Consumo de eletricidade vai triplicar no país até 2050, indica estudo da EPE


O consumo de energia elétrica no Brasil vai triplicar daqui a 36 anos, quando 10% da frota de carros já serão elétricos e 13% da demanda elétrica residencial serão supridos pela energia solar. As previsões fazem parte de estudo divulgado hoje (19) pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), como parte do Plano Nacional de Energia (PNE 2050).

O consumo de eletricidade sairá dos atuais 513 terawatts-hora (TWh) para 1.624 TWh em 2050, o que equivalerá ao que é utilizado hoje, por consumidor, na União Europeia - em torno de 7 mil quilowatts-hora  por habitante ao ano. De acordo com a EPE, a demanda por energia como um todo - incluindo gasolina, eletricidade, etanol e outros – vai dobrar até 2050, passando dos atuais 267 milhões de toneladas equivalentes de petróleo (TEP) para 605 milhões de TEP.

Uma das grandes mudanças poderá ser vista nas ruas, onde circularão 10% de veículos movidos a energia elétrica, com 50% da frota compostos por veículos híbridos, que utilizarão gasolina e etanol, associados a um motor elétrico. A EPE prevê que 15% dos lares, equivalentes a 15 milhões de domicílios, utilizarão energia elétrica gerada pelo sol. Já os painéis de aquecimento solar deverão estar presentes em 20% das casas brasileiras até 2050.

O gás natural também vai registrar forte expansão no consumo final, com crescimento projetado de 3,6% ao ano até 2050, quando deverá atingir 212 milhões de metros cúbicos por dia, quase quatro vezes o consumo atual, excluindo o que é utilizado na geração termelétrica. O estudo da EPE também prevê que haverá grande ganho de eficiência energética no período, o que permitirá reduzir em 20% o consumo total de energia. Para isso, serão fundamentais políticas públicas que incentivem tecnologias mais eficientes em eletrodomésticos e automóveis, além de construções mais sustentáveis, alteração da estrutura modal de transporte de cargas, eletrificação da frota de transporte de passageiros e reciclagem. O estudo completo, com 245 páginas, pode ser acessado na página da EPE na internet: www.epe.gov.br.

Agência Brasil


Prefeitura de Juazeiro investe cerca de R$ 6,7 milhões na reforma, ampliação e construção de Unidades Básicas de Saúde



O prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, vai entregar à população 19 Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo três reformadas, outras seis ampliadas e 10 novas. Como diz o Secretário de Saúde, Plácido Basílio, o setor está transformado num verdadeiro canteiro de obras em nome da melhoria dos serviços ofertados aos juazeirenses usuários do SUS. Ele lembrou que Raimundão já tinha manifestado sua pretensão em transformar 2014 no ano da saúde.

Um dos passos neste sentido é a recuperação e ampliação da estrutura física como postos, centros de saúde e hospitais. A meta é perseguir a qualidade e manter os serviços cada vez mais perto dos que precisam. Segundo Plácido, atualmente, Juazeiro conta com 67 equipes do Programa Saúde da Familia (PSF’s) e cinco equipes do PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde). Ele fez questão de citar a localização de cada Unidade Básica de Saúde e valores das obras de reforma, ampliação ou construção:

TRÊS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE COM REFORMAS CONCLUÍDAS.

UBS 06 – Avenida Castelo Branco (Novo Juazeiro) ………………………   R$  60.829,66

UBS 37 – Rua Marieta França de Meneses (Salesianos) ………………….. R$  54.929,88

UBS 41, 54, 55 e 56 – Rua Campos Elísio (Pirajá) ………………………….  R$ 185.419,32

SEIS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE COM AMPLIAÇÕES CONCLUÍDAS:

UBS 8 – Rua Gonçalves Sobreira, 1203 (Tiradentes) ………………………   R$ 189.598,80

UBS 9 e 39 – Avenida Paraíba (João Cabral) …………………………………    R$ 104.529,49

UBS 17 e 28 – Rua Odílio Figueiredo, 222 (Romeirão) ……………………   R$ 133.498,22

UBS 24 e 18 – Avenida Carlos Cruz (Pio XII) ………………………………..    R$ 151.497,74

UBS 35 e 11 – Rua José Domingos, 100 (Triângulo) ……………………….    R$ 151.499,82

UBS 50 – Sitio Junco ……………………………………………………………………    R$  74.250,00

10 UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE EM CONSTRUÇÃO:

UBS Salesianos II (Rua Santa Clara) ……………………………………………..   R$ 713.550,81

UBS Santa Tereza I e II (Rua Delmiro Gouveia) ………………………………   R$ 544.876,09

UBS Vila Três Marias (Rua Antonio Cândido de Araújo) ………………….   R$ 408.094,48

UBS Pio XII (Rua Antonio Dias Sobreira) ……………………………………….   R$ 716.392,61

UBS Socorro (Rua Alencar Peixoto) ………………………………………………..  R$ 414.291,39

UBS Frei Damião/CAIC (Rua Francisco Martins de Sousa) ………………..  R$ 421.520,64

UBS Betolândia II (Rua Vereador Francisco Rocha da Silva) ……………..  R$ 546.494,18

UBS Aeroporto (Rua Professor Raimundo Sampaio) …………………………  R$ 672.241,75

UBS São José (Rua Luiz Silvano Soares) ………………………………………….  R$ 709.185,21

UBS José Geraldo da Cruz (Rua Vicente Herculano Pena) …………………  R$ 440.986,41

Fonte: Roberto Moreira - DN


Baixaria contra Lula e Dilma, agora tenta atingir Eunício, diz coligação



Com o título “segurança ou prepotência”, publicações nas redes sociais tentam atingir a religiosidade do candidato do PMDB ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, além de tentar confundir eleitores. A indignação é da coligação “Ceará de Todos”, depois de publicações atribuídas a Eunício que “nem Lula, nem Dilma, nem Deus tiram essa eleição de mim”.

O candidato, que afirma ser temente a Deus, lamenta em nota o uso em vão do Criador. Eunício lembra ainda que o mesmo desespero foi usado contra Lula e depois contra Dilma, quando concorreram à Presidência da República.

A liberdade religiosa está acima da política. O direito à fé religiosa e às crenças é inquestionável para a coligação, completa a nota.

Foto: divulgação - Via Eliomar de Lima


Funcionários da Petrobras não receberam propina, diz diretor à CPMI


O gerente de Segurança Empresarial, Pedro Aramis de Lima Arruda, negou hoje (20), em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito Mista (CPMI) da Petrobras, que funcionários da empresa tenham recebido propina da empresa holandesa SBM Offshore. Arruda disse que a comissão interna da Petrobras criada para analisar a suspeita de pagamento de propina não encontrou indícios de corrupção.

Na mesma sessão foi ouvido o depoimento do gerente jurídico internacional da Petrobras, Carlos Cesar Borromeu de Andrade, que disse que não houve irregularidades na compra da Refinaria de Pasadena (EUA). Segundo Arrruda, a comissão analisou os documentos referentes a todos os contratos da SBM Offshore com a Petrobras, ouviu 24 funcionários das duas empresas, listados em documentos encontrados na empresa holandesa durante visita da comissão. “O resultado final é que ela não identificou qualquer tipo de pagamento de propina para empregado da Petrobras,” disse aos parlamentares.

Arruda disse que foram encontrados dois documentos sigilosos da Petrobras em formato PDF na SBM. Os documentos estavam vinculados com a senha pessoal de Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da área internacional da estatal. “Na sede da empresa da Holanda, havia dois arquivos em PDF gerados com a chave [eletrônica] do diretor Zelada”, disse Arruda que classificou como “grave” o vazamento das informações, mas que as investigações não permitiram concluir se Zelada tinha algum tipo de responsabilidade.

Ainda de acordo com Arruda, há a possibilidade de que pelo menos um dos documentos tenha passado pelas mãos de Julio Faerman, à época representante da SBM no Brasil e suspeito de pagar propina aos funcionários da Petrobras. “Os documentos foram gerados a partir da chave de Jorge Zelada. O que nos foi possível avançar foram os recursos usados para o envio desses documentos. Não conseguimos o rastreamento desse documento entre a Petrobras e a SBM. Um desses documentos passou pelo senhor Faerman”, disse.

Agência Brasil


Municípios do Cariri serão contemplados com viaturas policiais



Mais de uma dezena de viaturas policiais estão estacionadas no pátio do 2º BPM, sediado em Juazeiro do Norte, desde a manhã desta quarta-feira (20). Os veículos foram adquiridos pelo Governo do Estado em junho passado para contemplar várias cidades do Cariri e do Sul do Ceará, mas só agora depois de licenciadas pelo Detran irão ser entregues. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) ainda não divulgou a relação dos municípios contemplados, o que deve ocorrer a esta sexta-feira (22).

Via jornalista Flavio Pinto


20 agosto 2014

Água deu, água levou - Por: Emerson Monteiro

Dentre as histórias que minha mãe contava, do tempo quando aprendia com sua avó o jeito de viver que aplicaria no decorrer de sua própria história, existem diversos provérbios os quais, à medida em recordava, pedia para os anotar e contar aos outros, ou escrevia, como quero fazer nesta oportunidade.

São brocardos populares cheios da sabedoria decantada dos tempos, alguns leves, engraçados; outros, no entanto, dotados de extremo rigor, como este que alerta sobre a malandragem dos varões para com as mulheres, num aviso de causar dó aos marmanjos irresponsáveis no trato com o sentimento alheio: Não confie em homem nem quando ele está dormindo. Os olhos estão fechados e as pestanas estão bulindo.

Nos cuidados financeiros necessários ao bem-viver social, há observações por demais pertinentes no que tange à relação com o dia de amanhã, tornada previdência útil a ordem capitalista de poupar a riqueza, sempre importante e válida: Cada qual faça por ter na bolsa quatro vinténs; no céu só entra que Deus quer, na Terra só vale quem tem. Ditado logo seguido de outro também versado nesse teor financeiro: Economize para ter e, quando tiver, economize se quiser.

Em filosofia prática e boa de exercitar, a memória acesa de minha mãe, em sua carga de experiências, trazia à boca palavras gravadas que servem de lição. E recordava dizeres do uso de seu pai, Antônio Bezerra Monteiro, exímio tocador de banjo nos festejos de Crato e nos brejos do pé da Serra. Dele me pediu que anotasse um dos chistes que gostava de dizer: Sou da lei da raposa, quando o Sol se põe ainda faço muita coisa. Ao contrário de outros, da lei da cotia, a quem, quando o Sol se põe, acabou-se o dia.

Vez por outra, ao deparar situações ocasionais, me vêm ao pensamento esses aforismos tradicionais, soltos na cabeça e preenchendo vazios de reflexão, a servir de alternativa no agir com o mínimo de senso. Nessas ocasiões, a voz de minha mãe parece dizer, ali perto, essas falas tiradas do baú das eras: Boa romaria faz quem na sua casa está em paz. De grão em grão a galinha enche o papo. Pelos santos se beijam os altares. Devagar se vai ao longe. Nem tudo o que reluz é ouro. Quem quer vai, quem não quer manda. Deus ajuda quem cedo madruga.

Nisso, as expressões matemáticas da vida surgem na forma de histórias pitorescas e moralistas, do tipo da que agora transcrevo em palavras textuais que dela ouvi.

Um português veio ao Brasil e aqui montou uma vacaria, passando a vender o leite que produzia misturado com a metade água. Algum tempo depois, retornava a Portugal, levando um macaquinho para mostrar ao povo de lá que ainda não conhecia o animal. Entre seus pertences, no navio em que viajava, transportava um saco cheio das moedas, fruto do apurado com a venda do leite. No decorrer da viagem, sem que notasse, o macaquinho deu de mão do saco e passou a jogar uma moeda no mar e devolver outra para o saco, até deixar só a metade das moedas. ‘Água deu, água levou’, assim pensou o homem quando viu o que sobrou da traquinagem do justiceiro simão.

Assim, de modo espontâneo, na didática da verdade, vem à tona o discurso informal das pessoas, restando aos que escutam usufruir o que a oralidade tão bem demonstra aos que querem ver.

Rir ainda é o melhor remédio! - Por Carlos Eduardo Esmeraldo

Nestes últimos dias, em que nossas emoções foram postas à prova de resistência e bem exploradas a quem interesse nelas tinham, nada melhor do que seguir o que recomendava nos anos pós-guerra a revista norte-americana Seleções do Reader's Digest. Então vamos lá...
**
Um bêbado que vagava sem destino pelas ruas da cidade, entrou numa casa na qual verificou um "entre e sai" de pessoas. Aproveitou-se disso e também entrou indo até a sala de visita, no centro da qual repousava um defunto em requintada urna funerária. O bêbado acomodou-se numa cadeira e ficou observando aquela triste cena. Chegava um e exclamava: "Meus Deus, ele morreu feito um passarinho"! A outro visitante alguém que assistira aos últimos suspiros daquele morto repetia o refrão: "morreu como um passarinho". Numa determinada hora em que a sala se encontrava vazia, somente o bêbado a velar o morto, entrou uma senhora e perguntou a ele:
- "De que foi que ele morreu?" - E o "bebum" na maior naturalidade respondeu:
-"Não sei se foi por falta de alpiste, tiro de espingarda ou de uma pedrada certeira da baladeira de algum menino..."(1)
***
 Um desses coronéis do sertão, semianalfabeto e ex-prefeito de uma cidade do interior do Piauí, foi conduzido a Chefe de Polícia do Estado. Todas as segundas-feiras os repórteres dos jornais vinham lhe perguntar: "Quantas pessoas foram assassinadas nesse final de semana?"
-"Que diabo é que vocês querem saber para darem notícias incompletas? Passem antes nas maternidades e procurem saber quantos meninos nasceram! Então vocês vão ver que é muito mais meninos nascendo do que gente morrendo!" (2)
****
Em outro governo, esse "coronelzão" foi nomeado diretor de uma espécie de "Codagro" de lá. Um dos programas do órgão era a venda de arame farpado a preços subsidiados. Certo dia o coronel escutou pelo rádio um inflamado discurso de um deputado, a dizer que seria assassinado dentro de poucos dias  na sua cidade, onde tinha seu colégio eleitoral. "Estou certo que serei assassinado pelo ódio dos pessedistas da minha terra!"  Ao se retirar da Assembléia, procurou o coronel para solicitar arame farpado para sua fazenda. Munido da autorização, estranhou ter recebido apenas um rolo de arame. Então voltou ao "coronel" para se queixar:
- "Como é que você autorizou somente um rolo de arame?"
- "Ora você acabou de dizer que vai morrer. Um rolo dá para cercar o seu túmulo e ainda sobra!"(2)

***
Na época da ditadura, aí pela metade da década de setenta, havia um senador cearense tão "voador",  que bem poderia integrar a lista da família do "Stanislaw Ponte Preta," personagem do jornalista e humorista Sérgio Porto, como  "Rosamundo, o distraído".  Ao visitar uma cidade do interior do Ceará, encontrou um ex-auxiliar, pessoa que gozou de toda sua confiança. Sem lembrar de onde o conhecia, emendou:
- "Mestre, como vai"? - Ao perceber que não fora reconhecido, o rapaz respondeu:
- "Senador, parece que o senhor não está me reconhecendo! É que estive na capital, passei uns quinze dias na praia e agora tou mais queimado"  - Ao que o senador emendou:
- "Ora Tomaz Queimado, como vai o teu velho pai, o meu grande amigo Júlio Queimado?" (2)
*****
De outra feita, nosso ilustre senador viajou de carro para Crateús em pleno mês de outubro. Foi acolhido na residência de um correligionário. Em dado momento, querendo puxar conversa, perguntou a uma rapaz que sentara-se ao seu lado:
- "E as chuvas? Tem chovido por aqui? - A essa pergunta o rapaz respondeu:
- Não posso responder Senador, porque fui eu que trouxe o carro que o senhor veio de Fortaleza até aqui. Sou o seu motorista. (2)

Por Carlos Eduardo Esmeraldo
(1) Conto de origem popular
(2) Extraídas e adaptadas de crônicas do jornalista Lustosa da Costa no jornal Diário do Nordeste 

A presidente no sufoco -- (Editorial de “O Estado de S.Paulo” – 20 de agosto de 2014)


Nunca antes nos 3 anos, 7 meses e 18 dias de Dilma Rousseff no Planalto o público tinha tido a oportunidade de ver o que subordinados da "gerentona" conhecem por humilhante experiência própria: a chefe à beira de um ataque de nervos. Com a diferença de que, no seu gabinete, ela se sente literalmente em casa para descarregar a ira com as presumíveis dificuldades da equipe em captar o seu pensamento - o que, tendo em vista as peculiares circunvoluções de sua forma de expressão, se explica plenamente.
"Não há no inferno", escreveu Shakespeare, "fúria comparável à de uma mulher rejeitada." Ou de uma Dilma Rousseff contrariada - e sem poder pôr no devido lugar o responsável real ou imaginário pela afronta. Foi o que a audiência do Jornal Nacional (JN) da segunda-feira descobriu ao acompanhar a entrevista dos apresentadores William Bonner e Patrícia Poeta com a candidata à reeleição. Ela foi a terceira a ser arguida na série de sabatinas de 15 minutos com os principais aspirantes à Presidência, iniciada com o tucano Aécio Neves, a quem se seguiu o ex-governador Eduardo Campos, na véspera de sua trágica morte. (Quando a sua candidatura tiver sido formalizada, também Marina Silva será convidada.)
Por ser presidente, Dilma teve o privilégio de receber os jornalistas na residência oficial do Alvorada, à frente de estantes de livros encadernados e cuidadosamente dispostos, sem sinal de manuseio, um cenário escolhido para denotar solenidade, elevação e a nobreza da função presidencial. Nada que ver com o ambiente do JN, nos estúdios da Rede Globo, no Rio de Janeiro, em que os donos da situação, como Aécio e Campos sentiram na pele, são os âncoras do principal noticioso da TV brasileira, infundindo, nas suas perguntas, contundência e conhecimento de causa à altura dos seus implacáveis colegas britânicos - a referência mundial no gênero.
Mas logo na resposta ao primeiro disparo de Bonner sobre uma das duvidosas distinções do governo - as denúncias de casos de corrupção em sete ministérios - ficou claro o desamparo da presidente. Faltava-lhe o ponto no ouvido pelo qual o seu marqueteiro João Santana poderia conduzi-la, se não a terra firme, ao menos para longe do vórtice. Pior ainda, faltava-lhe o conforto das gravações irrepreensivelmente produzidas que confeccionam uma imaginária Dilma estadista. Com o misto de irritação e impaciência que denotaria durante toda a entrevista, ela desandou a juntar frases e mais frases que tinham em comum a extensão, a desconexão e a pretensão.
Para mostrar superioridade ética, por exemplo, disse que os governos petistas não têm um "engavetador-geral da República", como, segundo a oposição, teria sido o titular do Ministério Público Federal nos anos Fernando Henrique. E reivindicou, para "nós", a criação da Controladoria-Geral da União. Na realidade, Lula pouco mais fez do que mudar o nome do órgão fiscalizador do Executivo (Corregedoria-Geral da União) instituído pelo tucano em 2001 e fortalecido no ano seguinte com a absorção da Secretaria Federal de Controle, antes vinculada ao Ministério da Fazenda. Em dado momento, tentando cortar o interminável palavrório da candidata, o entrevistador recebeu uma dose de Dilma em estado puro: "Então, continuando o que eu estava dizendo…".
Fez-se de desentendida quando Bonner lhe perguntou o que achava de o PT tratar como vítimas os companheiros condenados pelo Supremo Tribunal Federal no processo do mensalão. Pelo menos três vezes ela repetiu que, como presidente, "não julgo ações do Supremo", por mais que o jornalista reiterasse que o objeto da pergunta era a conduta de seu partido, não o veredicto do Tribunal. A esta altura, Dilma parecia prestes a explodir. Quando o assunto passou a ser a economia, diante dos números amargos, de conhecimento público, sobre a inflação e o PIB, saiu-se com um "não sei da onde que estão (sic) seus dados". O tempo do programa estourou depois de quatro perguntas apenas e Dilma precisou ser interrompida quando pedia "o voto dos telespectadores".
Terminado o sufoco, a presidente tomou uma decisão prudente, embora apequenadora: cancelou a entrevista que daria em seguida à Globo News.

Igreja-matriz de Nossa Senhora de Fátima terá oratório com a réplica da imagem histórica da Virgem da Penha

O pároco da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima de Crato, Pe. José Vicente Pinto Alencar da Silva, acatou sugestões dos seus paroquianos e vai instalar a réplica da imagem da Padroeira do Crato, num oratório existente no interior da igrejinha do bairro Pimenta. Uma réplica da imagem histórica de Nossa Senhora da Penha (foto à esquerda) será entregue às oito paróquias da cidade de Crato. Serão também contempladas com a bela e artística imagem as três regiões pastorais (distritos de Dom Quintino e Santa Fé e bairro Alto da Penha), além da capela do Seminário São José e o Santuário Eucarístico de Crato (igreja de São Vicente Ferrer).

A solenidade de entrega dessas réplicas acontecerá na noite da próxima 6ª feira, dia 22, por ocasião da abertura dos festejos a Nossa Senhora da Penha, Padroeira de Crato e da Diocese.

Cardeal Dom João Braz de Aviz chegará a Crato no próximo dia 31

 O Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, do Vaticano -- -- cardeal Dom João Braz de Aviz -- -- (foto à direita), chegará a Crato no próximo dia 31 de agosto, desembarcando no Aeroporto Regional do Cariri às 14:30h. Ele permanecerá em Crato até o dia 3 de setembro, hóspede de Dom Fernando Panico. Na tarde-noite do dia 1º de setembro, o cardeal Braz Aviz preside a solenidade litúrgica de coroação da imagem histórica de Nossa Senhora da Penha, na qualidade de enviado especial do Papa Francisco para esta finalidade.
(Fonte: Diocese de Crato)




Centenário da Diocese de Crato: será sexta-feira, 22, o início da construção da Fazenda da Esperança, localizada em Mauriti

A previsão para a conclusão da primeira etapa da Fazenda da Esperança Pe. Cícero é de noventa dias, com término em 22 de novembro vindouro.
Foto dolançamento da pedra fundamental da Fazenda da Esperança Padre Cícero

O início das obras da Fazenda da Esperança Padre Cícero, localizada em Mauriti,  está marcado para o dia 22 de agosto, data da assinatura do contrato e ordem de serviço, seguida de missa de Ação de Graças, na Igreja-Matriz da Imaculada Conceição e  bênção do escritório da Fazenda Esperança, localizado na Rua Major José Francisco, 60. Deverá presidir esses atos, o bispo diocesano de Crato, Dom Fernando Panico, idealizador da Fazenda da Esperança de Mauriti, que regressa nesta 5ª feira, 21, de viagem à Roma, aonde foi tratar de assuntos relacionados com a festa da Padroeira de Crato, Nossa Senhora da Penha.
Como se sabe, no dia 1º de setembro, a imagem histórica de Nossa Senhora da Penha será coroada – no átrio da catedral de Crato – pelo enviado do Papa Francisco, o cardeal João Braz de Aviz.Todos os bispos do Ceará estarão presentes à coroação da imagem histórica da Rainha e Padroeira de Crato e da Diocese.
Todos os bispos do Ceará -- os titulares e eméritos -- estarão reunidos em Crato, em assembleia anual da CNBB-Regional Nordeste 1, de 1º a 4 de setembro, no salão de convenções do Pasárgada Hotel. Outros bispos nordestinos também  participarão da solenidade de coroação da imagem de Nossa Senhora da Penha.

Conurbação Crajubar promovove a 2ª edição do "Evangelizar é preciso Cariri" com a participação do Pe. Reginaldo Manzotti

Sacerdote estará também sábado próximo, dia 22, na abertura do novenário de Nossa Senhora da Penha, em Crato

Diocese de Crato faz preparativos finais para a edição da "Revista do Centenário" -- por Patrícia Silva


Aconteceu dia 18 de agosto às 9h na Cúria Diocesana de Crato, uma reunião da Comissão responsável pela Revista do Centenário que será lançada em outubro pela Diocese de Crato. Estiveram presentes os membros da comissão, sob a coordenação do Pe. Francisco Roserlândio,  e a empresa que realizará a parte técnica da edição da revista, a Sinus Comunicação, de Fortaleza-Ceará.
A Revista do Centenário fará um resgate histórico da Diocese de Crato desde a sua criação, falando dos bispos que exerceram o múnus episcopal,no sul do Ceará,  até chegar ao atual, Dom Fernando Panico. Mostrará fatos marcantes da caminhada centenária da diocese e também nela constará todas as atividades vivenciadas no ano jubilar, desde o anúncio do decreto feito pelo Bispo Diocesano, em 20 de outubro de 2013, até a celebração solene dos 100 anos da Diocese, que acontecerá dia 19 de outubro de 2014.
A caminhada dos jubileus específicos que estão sendo vivenciados com cada pastoral e movimentos diocesanos e as peregrinações com a imagem de Nossa Senhora da Penha, que pela primeira vez visitou as 5 regiões foraneas da Diocese, terão destaque nesta veiculação.
Segundo o Pe. Roserlândio a parte que cabe a Comissão Histórica já está praticamente concluída faltando apenas poucos ajustes e o registro dos demais movimentos que estão programados até outubro. Para os leitores o padre deixou claro que eles terão acesso a exemplares onde consta “o rosto da igreja romeira e missionária, que é a Diocese de Crato, com suas atividades pastorais, movimentos, serviços, paróquias, atividades realizadas no ao jubilar e a missionariedade que a faz permanecer viva na história do nosso povo, disse ele.
                                                                                                                                         

Missa a Eduardo Campos em Crato não tinha nenhum representante do poder público ?


Que falta de respeito para com um filho do Crato e dos Arraes !


Apesar da forte ligação do Eduardo Campos com a cidade do Crato e com a família Arraes, na sua missa de sétimo dia, realizada nesta terça-feira nesta cidade, nem o prefeito ou qualquer secretário se fez presente à cerimônia, para honrar o grande homem público, que hoje é reverenciado no Brasil inteiro. O texto é do colaborador Olímpio Arraes:

"O Crato não tem mais nenhum representante? Hoje foi celebrada a missa de 7° dia em homenagem ao líder político Eduardo Campos. Reconhecido como grande figura pública, sua morte repercutiu no mundo inteiro, e hoje várias cidades celebraram missa em sua homenagem, como é costume entre os católicos, todas prestigiadas por diversas autoridades. Aqui em Crato, vários amigos e membros da família Arraes (inclusive a minha mãe) se fizeram presentes. Apesar de ser Eduardo Campos um cidadão cratense não tinha um representante da prefeitura, nem prefeito nem algum secretário. Onde está o cerimonial que não viu isso? Triste, mais uma vez para o Crato, sem representação, sem se fazer presente em solenidades importantes, abandonado politicamente."

Olímpio Arraes
Na foto: Eduardo Campos recebendo o Diploma do Instituto Cultural do Cariri, em Crato ( Por: Wilson Bernardo ).


Caririaçu chega aos 138 anos de emancipação política


Prefeito João Marcos e a primeira dama cortaram o bolo de aniversário da cidade. 

O município de Caririaçu, na Região do Cariri, completou na segunda-feira (18), 138 anos de emancipação política. Para comemorar a passagem da data, o prefeito João Marcos havia elaborado uma programação riquíssima de atrações locais, regionais e nacionais. Porém, um trágico acidente que vitimou seis pessoas deste município, deixou uma consternação muito grande sem clima para festas e adiou os festejos e a tradicional vaquejada do município para os dias 12,13 e 14 de setembro. No entanto, o município manteve o feriado e a programação religiosa e cívica. Logo ao iniciar a madrugada do dia 18 de agosto, os caririaçuenses foram despertados com uma alvorada de fogos que iluminou os céus da cidade. Pela manhã no pátio da Praça da Matriz foram hasteadas as bandeiras do Brasil e do Município e executados os hinos do Brasil e do Município pela a Banda de Musica são Pedro.

Em seguida foi celebrada uma Missa Solene em Ação de Graças celebrada pelo pároco da cidade José Cláudio. A missa foi realizada na igreja matriz de São Pedro e teve a presença do prefeito João Marcos, da primeira dama Ana Matias, autoridades municipais e da população em geral. Após a Missa, os “Parabéns” foi cantarolado por todos os presentes acompanhados pela Banda de Música São Pedro, que encantou a todos com boas músicas enquanto era aguardado o momento de cortar o bolo. O tradicional bolo comemorativo tinha a gravura do brasão, que ora simboliza a nova gestão. O bolo foi distribuído entre as pessoas que estavam na Praça, após o prefeito João Marcos cortar o primeiro pedaço.

História e curiosidade

A cidade de Caririaçu foi fundada em 18 de agosto de 1876 pelo icoense José Joaquim de Santana, antes de se chamar Caririaçu, foi batizada de São José, São Pedro do Crato, São Pedro do Cariry e Serra de São Pedro. É o berço natal de uma das personalidades mais conhecidas do nordeste, Joaquim dos Santos Rodrigues, o Seu Lunga e único lugar onde o Padre Cícero foi vigário, 21 de setembro de 1888 até 6 de agosto de 1892.

(Colaborou Miguelina Morais) - Via Flavio Pinto News


Vice de Marina será Beto Albuquerque



Dirigentes do PSB confirmaram nesta terça-feira (19) que o líder do partido na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque (RS), será o candidato a vice na chapa encabeçada por Marina Silva. O nome recebeu o aval da família de Eduardo Campos, morto em acidente aéreo na última quarta-feira (13) em Santos (SP), e logo mais será divulgada uma nota do partido oficializando a indicação.

Beto foi um dos vice-líderes do governo Lula na Câmara dos Deputados e atualmente concorria ao Senado pelo Rio Grande do Sul – está em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto.

Mais cedo, especulou-se o nome do secretário de Educação e das Cidades do então governo de Eduardo Campos no Estado, Danilo Cabral. Contudo, o nome dele foi vetado tanto pela família de Campos como por integrantes da Rede Sustentabilidade e pelo PSB nacional.

A trajetória de Beto Albuquerque em cinco momentos

1 — De Passo Fundo

Luiz Roberto de Albuquerque nasceu em Passo Fundo, no norte do Rio Grande do Sul, em 6 de janeiro de 1963. Começou a trabalhar aos 15 anos como funcionário da Companhia Zaffari. Com o pai, aprendeu mecânica e exerceu a profissão mesmo depois de ingressar na Faculdade de Direito da Universidade de Passo Fundo (UPF). É casado e pai de quatro filhos. 

2 — Militância na universidade

Foi na universidade que Beto Albuquerque iniciou sua militância política presidindo o Diretório Acadêmico América Latina Livre, de 1984 a 1985, e o Diretório Central de Estudantes, em 1986. Dirigiu a Associação Passo-fundense de Defesa do Consumidor (Apadecon), de 1987 a 1990, e a Juventude Franciscana no Estado. Foi membro fundador do Movimento de Justiça e Direitos Humanos na região de Passo Fundo.

3 — Deputado estadual

Em 1988, Beto Albuquerque tentou uma vaga na Câmara Municipal de Passo Fundo. Em 1990, concorreu pela primeira vez a deputado estadual no Rio Grande do Sul pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), sendo o terceiro candidato mais votado pela aliança Frente Popular. Em 1994, reelegeu-se para a Assembleia Legislativa.

4 — Em Brasília

Em 1998, foi eleito deputado federal e logo em seguida foi convidado pelo então governador Olívio Dutra para assumir a Secretaria dos Transportes. Em 2002, foi reeleito para mais um mandato na Câmara dos Deputados. Em outubro de 2006, reelegeu-se deputado federal, com 174.774 votos, 38,32% a mais que na eleição anterior. Em 2010, Beto Albuquerque foi reeleito para o quarto mandato consecutivo, com 200.476 votos. 

5 — De volta ao RS

Atendendo a convite do governador eleito Tarso Genro, Beto Albuquerque licenciou-se da Câmara para assumir a Secretaria de Infraestrutura e Logística. Ele exerceu a função até dezembro de 2012, quando reassumiu seu mandato na Câmara dos Deputados. Em 2014, o candidato foi reconduzido à liderança do PSB na Câmara dos Deputados e disputa uma vaga no Senado.

O POVO, e Jornal Zero Hora



Postos de Saúde do Crato estão sem material básico para atender a população


Veja a reportagem em vídeo da TV Verdes Mares Cariri:


http://g1.globo.com/videos/ceara/cetv-1dicao/t/juazeiro-do-norte/v/postos-do-crato-estao-sem-material-basico-para-atender-a-populacao/3571312/

Fonte: TV Verdes Mares Cariri


Planta medicinal produz pomada que cura o HPV


O princípio ativo da pomada contra as verrugas causadas pelo HPV é extraído da casca do barbatimão, planta comum no litoral brasileiro. [Imagem: UFAL]

 Barbatimão contra HPV

Pesquisadores da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) acabam de desenvolver uma pomada para a cura das verrugas genitais, um dos sintomas mais desconfortáveis do HPV, o papiloma vírus humano. A pomada curou 100% dos pacientes submetidos ao tratamento da doença, em um teste clínico realizado no Hospital Universitário da UFAL. O novo medicamento foi desenvolvido utilizando o extrato de uma planta medicinal  bem conhecida da flora brasileira - o barbatimão. Segundo o professor Luiz Carlos Caetano, foi na Zona da Mata de Alagoas onde os pesquisadores encontraram a solução para o tratamento do HPV.

"A pomada feita com o extrato das cascas do barbatimão mais comum na nossa região deu o resultado mais eficaz no tratamento dos pacientes. Suas cascas têm coloração mais avermelhada do que as da plantas encontradas na região Sudeste, por exemplo, e foi por ela que seguimos nossos estudos", explicou Caetano. "Vale lembrar que as cascas do barbatimão são uma das mais comercializadas em feiras do mercado fitoterápico de Maceió, sendo utilizadas pela população como agente cicatrizante e anti-inflamatório", acrescentou.

Cura das verrugas do HPV

Durante cinco anos, 46 pacientes diagnosticados com alguns dos mais de 200 tipos do papiloma vírus humano foram acompanhados no Hospital Universitário. Todos eles passaram por um tratamento de dois meses, utilizando a pomada duas vezes por dia. A substância de origem vegetal age na desidratação das células infectadas, que secam, descamam e desaparecem. "Quando o produto chegar ao mercado será um divisor de águas, porque vamos oferecer um tratamento sem efeito colateral e que já nos abre os caminhos para as pesquisas em pacientes de risco, no combate ao câncer de colo do útero. Esse é o próximo passo", explicou o professor Manoel Álvaro, membro da equipe. O barbatimão é também a base de um medicamento contra o veneno da cobra surucucu.

Fonte: Diário da Saúde


Ministério Público impugnou mais de 4 mil registros de candidaturas


O Ministério Público Eleitoral (MPE) informou hoje (19) que impugnou 4.115 registros de candidatos às eleições de outubro. Do total, 497 foram com base na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados em segunda instância pela Justiça. A Justiça Eleitoral recebeu mais de 25 mil pedidos de candidaturas aos cargos de deputado estadual, federal, senador, governador e presidente da República.

De acordo com o levantamento, a principal causa de impugnação foi a rejeição de contas, também prevista na Lei da Ficha Limpa. O estado com mais impugnações foi São Paulo, com 2.058 candidatos, seguido por Minas Gerais (1.308).  

O prazo para que todos os registros de candidaturas sejam julgados pelos juízes eleitorais termina na quinta-feira (21). Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).

O primeiro turno do pleito deste ano será em 5 de outubro. O segundo será no dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não obter mais de 50% dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos.

Agência Brasil


19 agosto 2014

BlogHumor - Campanha do balde de gelo: pesquisa de esclerose avança, mas pneumonia aumenta



Após a campanha que engajou várias celebridades e anônimos em todo o mundo, a pesquisa sobre a esclerose lateral amiotrófica recebeu diversas doações e continua avançando. Mas, nos hospitais públicos do país, a coisa continua feia: cada vez mais casos de pneumonia estão lotando os corredores.

E mesmo os mais abastados estão sofrendo: Otaviano Costa deu entrada no hospital após aderir à campanha e gravar do lado de fora do Projac uma cena em que Luis Miranda lhe jogava um balde de água fria, que foi ao ar no Vídeo Show desta terça feira. O apresentador passa bem e emitiu nota dizendo que “foi um susto, mas valeu a pena”.

Site: O sensacionalista - g1


BlogHumor - Após entrevista com Dilma, Bonner aparece com 20% das intenções de voto



Segundo assessores do Planalto, Bonner e Dilma combinaram uma partida de Fifa 2014 para decidir, afinal, quem ganhou o debate. A direção do Jornal Nacional já decidiu que, num eventual segundo turno, todas as entrevistas acontecerão dentro de um ringue de boxe.

Outra possibilidade é fazer um Big Brother com os candidatos – o povo votaria pelo telefone para escolher o novo presidente. O BBB Brasília, porém, não terá confessionário porque todo mundo sabe que político nunca confessa.

Fonte: Site O sensacionalista - G1


SAÚDE - Gengiva descobrindo os dentes: O que fazer ?


A periodontite é a principal causa da perda dos dentes em adultos

A gengiva quando está neste estágio, ou seja, descolando do dente, indica estar em um processo de inflamação ou infecção das gengivas denominada de periodontite. Isso significa que o paciente apresenta um quadro de gengivite que não foi tratado. Esta infecção ou inflamação começa a se “espalhar” para os ligamentos e o osso que dão suporte aos dentes. A avaria deste suporte faz com que os dentes comecem a se soltar e a cair. Esta é a principal causa de perda dos dentes em adultos. Não é um problema comum em crianças, mas aumenta as probabilidades no decorrer da adolescência. Vão se acumulando na base dos dentes as placas bacterianas e o tártaro. A inflamação causa o desenvolvimento de um bolso entre as gengivas e os dentes, que é cheio por placas e tártaros. Esse inchaço retém a placa na bolsa, esta inflamação conclui com o extermínio dos tecidos e dos ossos que cercam o dente. As placas contêm bactérias, por isso é muito presumível que exista uma infecção, que pode desenvolver também um abscesso dentário, o que resulta em um aumento da taxa de destruição óssea. Por isso a recomendação mais correta é a procura imediata de um dentista especializado.

Quando o dentista realiza um exame mais detalhado (muitas vezes precisando fazer um Raio-X), irá encontrar gengivas inchadas e moles, com um aspecto vermelho-arroxeado. Os depósitos de cálculos e placas muitas vezes podem estar visíveis na base dos dentes com bolsas alargadas nas gengivas. Comumente, as gengivas não apresentam dor e são suavemente sensíveis, caso também tenha um abscesso dentário. Nestes casos, os dentes podem estar soltos e as gengivas retraídas.

Tratamento:

Essa gengiva inflamada que gerou uma infecção mais grave, que é a periodontite, como citada no começo, deve ser tratada com ajuda de um dentista que realizará com o auxílio de aparelhos odontológicos a limpeza dos dentes com muito cuidado. O tratamento tem como objetivo reduzir a inflamação e se houver os bolsos a sua eliminação, assim como tratar outras causas que estejam aparecendo.

Depois de uma raspagem realizada pelo dentista é necessária que a higiene oral caseira seja mais cautelosa, mas outras limpezas dentárias profissionais devem ser realizadas para poder impedir mais destruição causada pela infamação. 

É importante pedir conselhos ao dentista sobre técnicas de escovação e o uso correto do fio dental. É recomendado que pacientes com periodontite realizam uma limpeza profissional mais de duas vezes ao ano. 

Em casos mais graves pode ser necessária uma intervenção cirúrgica. Bolsas profundas nas gengivas podem precisar ser abertas e limpas. Os dentes soltos podem precisar de suporte. 

Nestes casos, talvez, o dentista necessite remover um ou mais dentes para que a periodontite não se agrave se espalhando para outros dentes, podendo ampliar a infecção mais ainda.

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO -
http://www.portaleducacao.com.br/odontologia/artigos/54683/gengiva-descolando-do-dente-o-que-fazer#ixzz3AsMEBHAk


Guerra e paz - Por: Emerson Monteiro

Até onde irá a Guerra do Iraque nem os melhores especialistas da política internacional arriscam mais fazer quaisquer previsões dada a falta de lógica do conflito, agora recrudescida com a tomada da barragem de Mosul pelos rebeldes.

Com isso, quem mais perde mediante a queda de braço da indústria armamentista com a grande população, tanto do Iraque quando do resto do mundo, esta se descobre mais que nunca vulnerável no meio do fogo das modernas engrenagens de guerra, atingindo todos os diversos setores da vida econômica, política e social.

Houve tempo, na história da Humanidade, quando elites europeias resolveram retomar as áreas da Palestina onde vivera Jesus, tempo das Cruzadas, e o povo árabe se avistou coagido a enfrentar as hordas civilizadas do Ocidente, nas sangrentas investidas de conquista do Santo Sepulcro.

Neste tempo dagora, no entanto, os pomos da discórdia são as reservas petrolíferas que tendem a diminuir e, por fim, se esgotar, fechando outro turno civilizatório da vida na Terra, o que motiva clamores surdos de povos inteiros, vítimas de um turno repetitivo de lutas coloniais.

Os índices de mortandade tende a cresce com os atuais bombardeios de cidades foco da resistência iraquiana, além de que o uso do poderio aéreo em áreas com muitos civis parece mata com facilidade a população civil, o que já estava alta antes da guerra, por causa das sanções que dificultavam o acesso a alimentos e remédios. Mesmo assim, os pesquisadores se dizem chocados com o que descobriram das mortes entre etnias, lutas seculares.

Esses acontecimentos aos poucos deverão ocasionar providências de todos os países, com vistas à preservação das conquistas do Direito Internacional Humanitário, assegurado no decorrer das outras guerras, exemplos de fraquezas idênticas, portanto remédio paliativo, após tantos equívocos desnecessários.

Só representa o velho atraso dos seres humanos, milênios afora sem achar o termo conciliador da boa Paz, na ganância infame que sustenta a espécie e empana o brilho das largas conquistas da inteligência. Baixar a cabeça, silenciar os painéis dos eletroeletrônicos e sonhar sonhos de inocência, alienados da atualidade tosca que destrói os valores e pede evolução. Erguer os corações aos céus e pedir compreensão de tudo isso.

SESC apresenta seleção de filmes em Juazeiro do Norte


No mês de agosto, o Sesc* traz mais uma seleção de filmes através do projeto Cinematógrapho. As sessões acontecem sempre às quartas-feiras, às 19h, na Unidade Juazeiro do Norte do Sesc. Entrada gratuita.

Dando continuidade à programação, no dia 20, a sessão acontece com o filme “Pina”, dirigido por Wim Wenders. Inspirado no trabalho da alemã considerada uma das maiores coreógrafas da história, Pina Bausch, o filme é estrelado por dançarinos da cidade de Wuppertal e seu entorno. Classificação Indicativa: 12 anos. E para encerrar a seleção, na quarta-feira (20), o público confere a exibição do filme “Adeus, Lenin!”. Com direção de Wolfgang Becker, a obra traz como cenário o leste de Berlim, no outono de 1989. No filme, a mãe de Alex Kerner entra em coma após sofrer um infarto, razão pela qual a queda do muro lhe passa despercebida. No verão de 1990, ela recobra a consciência, porém, o médico adverte que qualquer excitação pode ser-lhe fatal. Alex terá de esconder da mãe a extinção do Estado do Partido Socialista Único. Classificação indicativa: 14 anos.

Programação

20/8 – Pina
(Pina, Dir. Wim Wenders, Alemanha, 2011, 103min)
Classificação Indicativa: 12 anos

27/8 - Adeus, Lenin!
(Goodbye Lenin, Dir. Wolfgang Becker, Alemanha, 120 min., 2003)
Classificação indicativa: 14 anos

SERVIÇO

Cinematógrapho
Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (Rua da Matriz, 227)
Datas: 20 e 27/7
Horário: 19h
Informações: (88) 3512.3355/ 3587.1065
- Programação sujeita a alterações.

:::Gratuito:::


Inadimplência com cheques em julho tem maior alta em 23 anos, diz Serasa



A devolução de cheques por insuficiência de fundos no mês passado chegou a 2,24%, o maior nível registrado para um mês de julho desde o início das medições em 1991, mostra a empresa de consultoria Serasa Experian.

No mesmo mês do ano passado, esse percentual atingiu 2,03%. Houve alta também em relação ao mês de junho, quando a inadimplência com cheques chegou a 1,92%. No acumulado dos primeiros sete meses deste ano, o percentual de devoluções atingiu  2,11%. No mesmo período do ano passado, a inadimplência ficou em 2,07%. Roraima liderou o ranking estadual dos cheques sem fundos nos primeiros sete meses de 2014, com 12,13% de devoluções. O Amazonas, por sua vez, foi o estado com o menor percentual (1,15%). Entre as regiões, a Norte foi a que liderou o ranking, com 4,31% de cheques devolvidos, e a região Sudeste foi a que apresentou o menor percentual (1,62%).

Segundo os economistas da Serasa Experian, o brasileiro enfrentou maior dificuldade para honrar com seus compromissos financeiros no início do segundo semestre pelo contexto de estagnação da economia, juros elevados, inflação em patamar desconfortável e enfraquecimento do mercado de trabalho.

Fonte: Agência Brasil


Viúva de Eduardo Campos pede empenho da militância na campanha em Pernambuco


Com as presenças de Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, e das principais lideranças do partido na esfera nacional e no estado, o PSB realizou um ato nesta segunda-feira (18) para homenagear o ex-governador de Pernambuco, morto num acidente aéreo na quarta-feira (13), e convocar a militância para atuar nas eleições deste ano. O evento foi realizado em uma casa de recepção no Recife, um dia depois do enterro de Campos. No ato, a viúva pediu votos para Paulo Câmara, candidato ao governo de Pernambuco pelo PSB, e para o candidato ao Senado do partido, Fernando Bezerra Coelho.

A mulher de Eduardo Campos chegou ao local acompanhada pelos filhos. Ela foi muito aplaudida por centenas de militantes e ouviu um coro de: "Renata, vice" e "Renata, guerreira, do povo brasileiro". Ela é cotada para ser vice na chapa liderada por Marina Silva, mas ainda "resiste" à ideia, segundo parentes. Nesta segunda, Renata completa 47 anos. Ela é mãe dos cinco filhos de Eduardo Campos, o mais novo com menos de sete meses. Durante o evento, a militância cantou parabéns para a viúva. Também foi exibido um vídeo de cerca de dois minutos com declarações de Eduardo Campos, no qual citou que um dos ideais era continuar o trabalho do avô, Miguel Arraes, e acabar com a pobreza no país. Campos pede, no vídeo, votos para Paulo Câmara.

Em sua primeira declaração pública após a morte do marido Eduardo Campos, Renata Campos discursou para a militância. "Vim porque sei da vontade dele e da importância de eleger Paulo [Câmara], Raul [Henry, candidato a vice-governador] e Fernando [Bezerra Coelho]. Acho que só depende de nós. Estou aqui com João, Duda, Pedro, José Henrique e Miguel para dizer Paulo, Raul e Fernando, contem com a gente."

Ela disse que vai participar da campanha eleitoral "por dois" depois da morte do marido. "Eu, como participei a vida toda de campanhas, não será diferente nessa. Tenho a impressão que tenho que participar por dois."

Globo.com




Edições Anteriores:

Agosto ( 2014 ):

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31